5 mitos do setor de energia solar fotovoltaica

Com a internet, as informações falsas (as famosas Fake News), se espalham com uma velocidade enorme. E, no setor solar, não é diferente. Muitos profissionais acabam ouvindo algumas informações equivocadas que acabam atrapalhando no seu desenvolvimento no setor solar.

Quando a gente aprende de forma errada, fica bem mais difícil aprender o certo depois. Por isso, reunimos aqui 5 Mitos do Setor Solar para desmentirmos.

1º MITO – Sistemas off grid são mais fáceis de projetar, instalar, vender e não precisa de projeto.

Aqui a única verdade é que você não precisa enviar um projeto para a concessionária. Como o sistema off grid é isolado, você não vai conectá-lo a rede, então não tem que homologar o projeto mesmo.

Porém, não há garantia de que eles são mais fáceis de vender, projetar e instalar!

Assim como os sistemas on-grid, os sistemas off-grid precisam ser executados por profissionais qualificados. Apesar de parecerem mais simples em um primeiro momento, este tipo de projeto possui as suas particularidades e para realizar um bom projeto off-grid você também vai precisar estudar e se qualificar.

2º MITO – Posso usar baterias de carro no meu sistema fotovoltaico!

Bateria de carro não é uma boa ideia!

Esse mito eu aposto que você já ouviu falar, não é? E é um assunto que gera muita polêmica! Para que o seu sistema off-grid funcione por, no mínimo, 5 anos sem precisar trocar as baterias, você precisa utilizar as baterias próprias para esse tipo de sistema. No caso, são as baterias estacionárias.

O motivo da bateria estacionária não funcionar é o mau dimensionamento do sistema. Os sistemas off-grid possuem diversas particularidades e o cálculo correto da bateria é uma delas!

3º MITO – Posso vender a energia do meu sistema!

Essa é a grande dúvida de muita gente, de muitos investidores na verdade, que querem aproveitar o “boom” do setor solar para fazer uma grana! Como faço para vender a energia do meu sistema?

Infelizmente, aqui no Brasil ainda não é possível vender a energia gerada pelo nosso sistema fotovoltaico que se enquadra na resolução normativa 482. Isso é devido ao fato da resolução normativa ter sido criada com o objetivo de permitir que o consumidor cativo de gere a sua própria energia.

O consumidor cativo é o consumidor que não pode escolher de qual concessionária comprar a energia, mas depois da resolução normativa, ele tem a opção de gerar a sua própria energia e não vender.

Existem alguns modelos de negócios que permitem o aluguel do equipamento, isso diferencia da venda, o que quer dizer que você pode alugar o equipamento, mas não pode cobrar esse aluguel de acordo com a produção, tem que ser um valor fixo independente da performance da usina.

Eu fiz um vídeo explicando melhor sobre o assunto!

https://youtube.com/watch?v=m7JIBsKXZpM

4º MITO – Quanto mais cara é a conta de energia do cliente, mais fácil é vender um sistema fv!

Aqui pode até parecer controverso, mas nem sempre uma conta cara significa uma venda fácil ou um bom cliente! É verdade que quanto mais cara é a conta de energia do nosso cliente maior é o seu problema com a fatura de energia, ou seja, maior é a sua dor! Nisso estamos de comum acordo.

Mas, de fato, o que temos que levar em consideração é o valor pago pelo kWh e o número de tomadores de decisão!

Vamos pegar dois exemplos: o João, dono da padaria do seu bairro, e o José, dono da fábrica de embalagens.

O João paga R$ 12 000 de energia todo mês, e o José R$ 40 000! Olhando rapidamente as duas situações você me diria que o José é o cliente que fecharia o sistema mais fácil, não é mesmo?

E é aqui que entra o valor pago pelo kWh e o número de tomadores de decisão!

O João paga R$1 no kWh, já o José, consumidor do Grupo A, paga R$0, 30. Aqui você já consegue ver que o retorno do João vai ser muito mais rápido que o do José, não é mesmo?!

Quanto mais, melhor?

O segundo fator é: o João tem como sócio a sua esposa, o que quer dizer que são somente os dois para decidir se vai ser instalado ou não o sistema fotovoltaico.

Já o José é um dos 5 sócios da empresa de embalagens, sendo assim, qualquer projeto precisa ser discutido e aprovado pelo conselho. Neste caso, pode esperar alguns meses de negociação com o José, não é mesmo?

Viu que não é somente o valor da conta que está em jogo?

5º MITO – Não posso enviar os créditos do meu sistema para mais de 5 Unidades!

Não sei o porquê dessa desinformação circular pelo setor solar, mas deixamos um mantra para você memorizar:

Não existe número máximo de Unidades Consumidoras para enviar os créditos de energia!

Você pode enviar para quantas unidades consumidores você tiver, desde que elas estejam com a mesma titularidade: CPF ou CNPJ.

Se você já trabalha com energia solar e quer elevar o nível do seu negócio, você precisa conhecer o Azume! O AZUME é o gerador de propostas da E4 Energias Renováveis, uma plataforma online onde você pode fazer seus orçamentos pelo celular de maneira profissional e ainda deixá-los personalizados, com a cara da sua empresa.

Além disso, você consegue gerenciar as suas vendas com o CRM do AZUME:

  • Funil de vendas: Crie o funil de vendas da sua empresa e acompanhe o passo a passo de cada venda;
  • Dashboard de Vendas: Monitore periodicamente o desempenho de sua empresa com o dashboard de vendas;
  • Agenda de Vendas: Nunca mais esqueça de tarefas ou eventos importantes com a agenda de vendas.

Teste o Azume grátis por sete dias e conheça todas as funcionalidades da plataforma!

banner: comece hoje o seus teste grátis do Azume! 7 dias para testar todas as funcionalidades do melhor CRM de energia solar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress