Aumento da adoção de energia solar impulsionado pela queda da Taxa Selic

Selic

As sucessivas reduções da taxa Selic, observadas no segundo semestre de 2023 e no início de 2024, impulsionaram significativamente o número de consumidores que optam pela instalação de energia solar em telhados e pequenos terrenos. De acordo com um levantamento da fintech Meu Financiamento Solar, o aumento foi de cerca de 50% no número de unidades consumidoras adotando essa fonte de energia renovável.

Nos últimos cinco meses, a taxa básica de juros no Brasil sofreu várias quedas, passando de 13,25% para 11,75%, o menor valor desde fevereiro de 2022. Esse cenário de redução dos juros tem incentivado os consumidores a investirem em energia solar, tornando mais acessível a contratação de financiamentos e reduzindo o tempo de retorno do investimento.

Com a expectativa de novas reduções da Selic ao longo de 2024, a perspectiva do mercado é de um aumento ainda maior na adoção da energia solar. Entre agosto e dezembro de 2023, aproximadamente 600 mil novas unidades consumidoras aderiram à energia solar, comparado a 400 mil no primeiro semestre do mesmo ano.

Além da queda da taxa Selic, o aumento do consumo de eletricidade devido às altas temperaturas tem impulsionado a busca por soluções de eficiência energética, como os painéis solares. Essa busca não apenas reduz os gastos com energia, mas também oferece maior conforto térmico.

Outro fator que tem contribuído para o crescimento da energia solar é a proteção contra a inflação energética, que ajuda a proteger os consumidores das oscilações tarifárias causadas pela escassez hídrica e pelo uso das bandeiras tarifárias.

Observa-se também um aumento na procura por financiamentos de energia solar em condomínios residenciais, que buscam reduzir os custos de energia das áreas comuns dos prédios. Essa tendência demonstra uma maior conscientização sobre os benefícios econômicos e ambientais da energia solar entre os consumidores.

Veja mais Notícias

Conheça o Azume

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress