Conheça a usina solar mais antiga da Europa

Descubra a história da usina solar mais antiga da Europa, que está em operação há 40 anos. Conheça os desafios enfrentados na época e como a tecnologia evoluiu desde então. Acompanhe os detalhes sobre a performance atual da usina e a discussão sobre a substituição ou manutenção de painéis fotovoltaicos.

Um marco na história da energia solar europeia

No início da década de 1980, a usina solar da Universidade de Ciências Aplicadas e Artes de Lugano, na Suíça, foi inaugurada como o primeiro sistema fotovoltaico conectado à rede na Europa. Hoje, ela continua em pleno funcionamento após quatro décadas, sendo um verdadeiro marco na história da energia solar na região.

Desafios enfrentados e pioneirismo

Na época da inauguração, conectar uma usina solar à rede representava um desafio significativo. A instalação era composta por 288 painéis fotovoltaicos, totalizando 10 kWp de potência. A montagem em estruturas autossustentáveis e a abordagem industrial foram novidades para a Europa. O diretor do laboratório de PV da Universidade de Ciências Aplicadas de Ticino, Mauro Caccivio, destaca a importância dessa conquista pioneira.

Os painéis fotovoltaicos utilizados na usina eram fornecidos pela Arco Solar, a maior fabricante do mundo na época, com uma capacidade anual de produção de 1 MW. As células solares, em formato circular, eram derivadas da tecnologia espacial e possuíam uma eficiência de conversão de raios solares de 10%. Apesar disso, os custos desses módulos eram muito elevados, sendo cerca de 100 vezes mais caros do que os disponíveis atualmente.

Desempenho e durabilidade ao longo dos anos

Mesmo após 35 anos de serviço, a maioria dos painéis fotovoltaicos da usina ainda fornece cerca de 80% de sua potência inicial, e alguns chegam a alcançar 87%. Pesquisadores suíços afirmam que cerca de 70% dos painéis poderiam atender à garantia de desempenho oferecida pelos fabricantes atuais, que estabelece uma perda de até 20% após 35 anos.

A discussão sobre a substituição ou manutenção de painéis fotovoltaicos é relevante para a usina solar mais antiga da Europa. Embora a eficiência dos painéis diminua ao longo do tempo, o diretor Mauro Caccivio ressalta a importância de se considerar o ciclo de vida estabelecido pela Comissão Europeia, que é de 40 anos. Ele destaca a necessidade de equilibrar a economia de recursos e a obtenção de um rendimento adequado.

A usina solar da Universidade de Ciências Aplicadas e Artes de Lugano é um exemplo impressionante de durabilidade e desempenho ao longo do tempo. Com 40 anos de funcionamento, ela continua a fornecer energia de forma satisfatória. Esse caso pioneiro traz importantes reflexões sobre a substituição ou manutenção de painéis fotovoltaicos, levando em consideração a eficiência, os custos e a sustentabilidade. A evolução tecnológica na área de energia solar continua a oferecer novas oportunidades e desafios para o futuro.

Se você quer aproveitar essas oportunidades, você precisa conhecer o curso Energia Solar Lucrativa. Aprenda tudo que você precisa começando do zero para fazer dinheiro nesse mercado que cresce a cada dia. Garanta já sua vagahttps://energiasolarlucrativa.com.br/!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress