Empresa italiana inova com telha solar invisível

Solução promete camuflar paineis solares no telhado de construções históricas
telha solar invisivel

Existe mais uma opção no mercado para quem opta pela energia solar. Desta vez, foi o conceito das telhas solares que deu um salto em desenvolvimento. Módulos fotovoltaicos na forma de telhas não são novidade, mas uma empresa italiana conseguiu inovar ainda mais.

A Dyaqua, sediada em Vicenza, desenvolveu uma tecnologia que permite combinar o visual das telhas de terracota às vantagens da produção de energia fotovoltaica. Batizada de Invisible Solar, a tecnologia proprietária da empresa permite “esconder” células fotovoltaicas em superfícies comuns na construção de casas, como cerâmica, concreto e madeira.

Ao olho humano, as Coppo da Dyaqua se camuflam perfeitamente entre telhas de cerâmica. O que permite isso é a estrutura e os materiais inovadores aplicados no projeto. As células fotovoltaicas de silício tradicionais ficam no interior dos módulos,que são envoltos por um composto polimérico que estimula a absorção de fótons, além de ser reciclável e não-tóxico. Assim, a superfície absorve os raios solares mas permanece opaca para nós. Outro ponto positivo é que a fixação da novidade é feita da mesma forma que as telhas convencionais de cerâmica.

As telhas são o primeiro produto da empresa a ser comercializado com a tecnologia Invisible Solar, mas outras aplicações já estão na fase de protótipos. O objetivo é que o material possa ser aplicado em todas as superfícies externas de construções: do telhado ao chão.

Tecnologia já foi aplicada em sítio histórico

Peristilo da Casa dos Vécios, em Pompeia.

O projeto piloto da Coppo Invisible Solar foi posto em prática em 2018. Duas instituições italianas, o Ministério da Herança Cultural e o Conselho Nacional de Pesquisa, tocaram o projeto de um Parque Arqueológico Smart em Pompeia, um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo.

As telhas da Dyaqua foram instaladas na Casa dos Vécios. A luxuosa e imponente construção foi preservada pelas cinzas do Monte Vesúvio em 79 d.C. Agora, dois mil anos depois, a casa conta com exclusividades do século XXI cobrindo seus telhados.

Orçamento alto

Mas ter um telhado digno de Pompeia talvez fique restrito a sítios históricos por enquanto. O processo de produção das telhas é totalmente artesanal e sob encomenda, o que não só aumenta o tempo de produção mas também o preço.

Cada telha possui uma potência de 7,5 Wp e pesa 2kg. Uma planta de 1 kWp, equivalente a 134 telhas que cobrem 9 metros quadrados, custa no mínimo 7 mil euros hoje. O preço inclui o sistema para conectar os módulos entre si, mas a entrega, a instalação e as demais partes do sistema ficam por conta do comprador.

Quer saber mais?

Fonte: Dyaqua

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress