Energia eólica: Vantagens e desvantagens

energia eólica vantagens e desvantagens

Até o mês de Fevereiro de 2024 a energia eólica era a segunda maior fonte de geração de energia no Brasil. Ocupando assim a segunda posição do ranking de matrizes energéticas do país. Isso se deu muito pela grande capacidade de geração deste tipo de energia, principalmente em regiões litorâneas. Para entender melhor a energia eólica, vantagens e desvantagens dela é preciso olhar mais a fundo algumas características e situações.

LEIA MAIS: Tendências para a matriz energética brasileira

O que é energia eólica

Sendo uma das fontes limpas, sustentáveis e renováveis que mais vem sendo utilizada pelo mundo, a energia eólica vem da energia cinética, que por sua vez deriva da força dos ventos. Esse tipo de energia pode ser utilizada de diversas maneiras, mas a principal delas é para a geração de eletricidade. 

Ela produz uma energia limpa e sem emissão de gases poluentes na atmosfera. Hoje em dia, juntamente com a energia solar fotovoltaica, a energia eólica ocupa um lugar de destaque no crescimento da utilização de energia gerada através de fontes renováveis. 

Vale ressaltar que para a geração de energia eólica são necessários aerogeradores para captar a energia cinética e transformar em energia mecânica que posteriormente é transformada em energia elétrica. Na maioria dos casos esses aerogeradores são gigantescos e precisam de uma grande área de terra para sua instalação. 

Como é gerada a energia eólica

O que transforma a energia cinética em eólica é o fato de o vento em contato com os aerogeradores movimentarem as pás (ou hélices). Quanto mais vento e mais forte forem, mais energia será gerada. Não à toa, as regiões com maior número de aerogeradores são litorais, onde a incidência de ventos é maior. 

As hélices giram ao contato com o vento, o movimento delas faz o rotor girar juntamente com com o eixo principal. Sendo que a caixa multiplicadora está conectada a ele e é justamente ela quem faz aumentar a velocidade de rotação. 

Essa energia mecânica gerada pela rotação acaba chegando ao gerador, onde existem dois ímãs que criam um processo de indução eletromagnético. É exatamente esse processo que produz eletricidade CA (corrente alternada).  Eles podem também produzir CC (corrente contínua) mas para isso, assim como na energia solar fotovoltaica é necessário ter um inversor.

LEIA MAIS: Inversor – Como funciona?

Em grandes parques de geração de energia eólica, a energia dos aerogeradores é enviada às subestações de transformadores que aumentam sua voltagem para que ela possa chegar a centros urbanos.

Vantagens da energia eólica

Agora que você já entendeu tudo sobre a energia eólica, é hora de saber quais são as vantagens que ela apresenta. Como mencionado anteriormente, o primeiro ponto é o fato da energia eólica compor a matriz de energias renováveis para o futuro. Ela é um ponto crucial no pensamento de mudanças climáticas e geração de energia sustentável. 

Além disso, a energia eólica proporciona um aumento no mix de geração de energia para reduzir a dependência brasileiro da energia hidrelétrica. Podendo reduzir ou minimizar a incidência de apagões. Os fatores que fazem com que a energia eólica alcance esse patamar são: Baixa emissão de gases poluentes, baixo impacto ambiental, maior independência de combustíveis fósseis e hidrelétricas e o fato de ser uma energia renovável. 

Desvantagens da energia eólica

Talvez o ponto mais negativo da energia eólica seja o fator acessibilidade. Não é tão comum vermos sistemas de microgeração de energia eólica, sendo dessa forma a energia solar fotovoltaica mais amplamente utilizada. Seja pelo fator visual ou pela questão de economia de espaço ou financeira, a energia eólica como microgeração de energia não é a melhor escolha neste momento. Sendo melhor utilizada em construções de grandes usinas eólicas. 

Além disso, a energia eólica é muito irregular, pois depende exclusivamente da ocorrência de ventos para a geração de energia e não é em todos os lugares que a ocorrência de ventos são constantemente altas. Isso também é um fator que pesa bastante para o cenário de microgeração de energia principalmente. Uma vez que se comparado a energia solar, o sol está muito mais presente em qualquer região do país. 

Conclusão

Podemos perceber que a energia eólica, considerando suas vantagens e desvantagens, é muito importante para o crescimento e desenvolvimento da ideia de se ter energias mais sustentáveis e limpas no mundo. Ela é (assim como a energia solar fotovoltaica) uma tendência para o futuro.

O mundo está preocupado com as questões climáticas e isso impacta diretamente no crescimento destes setores. Tanto na quantidade de instalações e implementações de novos sistemas, quanto no preço dos equipamentos que tendem a reduzir a medida em que existe mais investimentos e maior produção em massa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress