Deputados podem limitar expansão da energia solar no Brasil

Deputados

Na última terça-feira (27), a Câmara dos Deputados aprovou às pressas um projeto de lei que pode frear o crescimento das usinas de micro e mini geração distribuída, além de restringir o Mercado Livre de Energia no país.

O projeto (PL 4831/2023), proposto pelo deputado João Carlos Bacelar (PL-BA), quer limitar em até 10% a geração distribuída, fazendo com que as distribuidoras de energia não sejam mais obrigadas a conectar novos consumidores depois disso. Além disso, o Mercado Livre de Energia ficaria restrito a apenas 30% do uso da rede de distribuição.

Essa medida, apressada e controversa, gerou preocupação entre os defensores das energias renováveis, que veem a proposta como um retrocesso para o setor. Com o regime de urgência aprovado, o projeto agora segue para votação no Plenário, agitando o cenário político e energético do país.

Essa corrida para limitar o uso da energia solar no Brasil está mobilizando entidades e especialistas do setor. Heber Galarce, presidente do INEL (Instituto Nacional de Energia Limpa), revelou que estão em andamento negociações com os deputados para tentar ajustar a proposta. A luta continua em Brasília, enquanto o país assiste a esse embate entre o passado e o futuro da energia.

Veja mais Notícias

Conheça o Azume

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

2 respostas

  1. Politicos são nosso empregados e não são autoridade, precisar ser lembrado como inimigo do povo para ter o que merece nas proximas eleições…

  2. esse deputado deve estar recebendo aluma propina das conssecionarias para atrapalhar o setor fotovoltaico, vamos quardar esse nome, ele vai precisar do povo nas proximas eleições ai vamos dar o que ele merece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress