Contratos fraudulentos e painéis solares roubados com ajuda da Caixa Econômica Federal

painéis solares

Nessa terça-feira (21/11) a Polícia Federal de São Luís (MA) deu início à Operação Fake Solis, com o objetivo de derrubar rede criminosa do estado do Maranhão. Esse grupo estaria obtendo falsos contratos de energia solar, tudo feito contra a Caixa Econômica Federal, com a participação de alguns gerentes, para adquirirem facilmente os painéis solares.  Muitas vítimas não tinham nenhum conhecimento da contratação ou tiveram seus nomes utilizados sem autorização.

As investigações apontam que o grupo cometeu delitos como organização criminosa, inserção de dados falsos em sistemas de informação, lavagem de capitais e corrupção, fraude na obtenção de financiamento, todos perpetrados em detrimento da Caixa Econômica Federal.

Ao todo, a ação resultou na expelição de 14 mandados de busca e apreensão e na prisão preventiva de um ex-gerente da Caixa. Para isso, a PF contou com a cooperação da INTERPOL no cumprimento do mandado em Portugal. Se condenados todos os envolvidos, o somatório das penas pode atingir até 48 anos de cadeia.

Ademais, houve também o arresto de bens, com bloqueio de contas, indisponibilidade de veículos e imóveis, além da suspensão das funções dos gerentes investigador, proibindo o acesso a qualquer agência da Caixa Econômica Federal por 60 dias.

Veja mais Notícias

Conheça o Azume

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress