Ufal desenvolve projeto agrofotovoltaico para cultivo de cana-de-açúcar

agrofotovoltaico

Um  estudo  liderado pelo professor Ricardo Araújo do Campus de Engenharias e Ciências Agrárias (Ceca) da Ufal, tem em mente incorporar a captação de energia solar para impulsionar o desenvolvimento da cultura da cana-de-açúcar, potencializando o desenvolvimento do agrofotovoltaico.

O pesquisador Ricardo Araújo ressalta a importância do projeto em meio à preocupação global com a emissão de gases de efeito estufa por métodos tradicionais para gerar eletricidade e otimizar o uso da terra.

Ele destaca a relevância da energia fotovoltaica como uma fonte renovável em ascensão no Brasil, enquanto a cana-de-açúcar desempenha um papel significativo na matriz energética, contribuindo com cerca de 15% em 2022.

O agrofotovoltaico demonstrou resultados positivos já no primeiro ano do estudo, evidenciando um aumento na produção de cana-de-açúcar, acompanhado pela geração de energia.

No entanto, Ricardo Araújo alerta para desafios específicos associados à altura das plantas de cana-de-açúcar e à colheita mecanizada, indicando a necessidade de ajustes na altura dos painéis para evitar acidentes e possíveis incêndios.

O pesquisador destaca a importância do apoio da Fapeal ao projeto, enfatizando seu papel fundamental no desenvolvimento do estado ao fornecer recursos financeiros e bolsas para os alunos envolvidos na pesquisa.

O estudo continua, com foco na análise contínua do sistema agrofotovoltaico e na observação de sua evolução.

Projetos adicionais dentro da mesma temática, explorando outras culturas para o estado de Alagoas, estão sendo delineados, especialmente na região do semiárido, onde o sistema pode contribuir para a eficiência do uso da água e a geração de eletricidade para diversas aplicações.

Veja mais Notícias

Conheça o Azume

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress